21 de abr de 2010

Yes, nós temos congestionamento!


Irritando Adriana Sousa (desculpe o plágio, Fernanda Young)...
Dirigir em Uberlândia é uma coisa irritante. Não adiante mais fugir dessa verdade. Nós temos congestionamentos, e em muitos pontos da cidade. Para ser honesta, temos mini-congestionamentos, que nos fazem perder minutos preciosos. O pior é que temos que ficar felizes se compararmos nosso trânsito ao de capitais como São Paulo, Cairo ou cidade do México. Mas como a gente vive é por aqui mesmo... yes, nós temos congestionamentos!
Há quinze anos, quando vim para cá, eu nem dirigia, mas o trânsito era bem light. De um tempo para cá, muita coisa mudou. Segundo matéria publicada no site TrianguloMineiro.com, a cidade ocupa a 22a posição em número de carros por habitante. Isso explica um pouco porque o trânsito flui cada vez mais lentamente. A redução do IPI para a compra de automóveis zero km contribuiu para aumentar ainda mais a frota e engordar o bolso dos fabricantes, que celebram seus lucros sem nada fazer para buscar soluções que melhorem o trânsito nas cidades do país.
A Prefeitura vem tentando minimizar os problemas e preparar a cidade que não pára de crescer para o futuro. Novas obras de viadutos sobre  a avenida Rondon Pacheco (foto), mudanças no trânsito da região central, novos semáforos, redução de vagas para estacionamento. A gente vê muitos anúncios. Aguarda as ações.
Por outro lado, os motoristas começam a aprender a lidar com a nova situação nas ruas. Pegue como exemplo a rua Duque de Caxias, entre a Rio Branco e a Getúlio Vargas. Todos os dias, entre 7h30 e 8h30 da manhã, o trânsito é vagaroso como o abre e fecha dos semáforos. O jeito é esperar a sua vez pacientemente ou procurar caminhos alternativos, que nossa cidade ainda oferece.
Rondon Pacheco nem precisa mencionar. São vários os pontos de congestionamento, começando na região do cruzamento com a João Naves de Ávila, indo até a Nicomedes e depois Avenida dos Municípios. Haja paciência, mas os motoristas tem sido civilizados. Poucas businas e muita calma nessa hora. Recentemente o Correio publicou uma matéria a respeito.
Efeitos do crescimento da cidade. A mudança é inevitável e teremos que nos habituar a ela enquanto as alterações de trânsito, viadutos e semáforos não vem. A gente demora um pouco mais a chegar em casa, no trabalho ou no clube, mas fica longe das duas horas que se enfrenta nas grandes capitais.
Yes, nós temos congestionamentos, mas ao contrário de quase tudo onde Uberlândia gosta de ser a maior e a melhor, os nossos ainda são suportáveis.

Foto: projeto do viaduto sobre  a avenida Rondon Pacheco. Disponível no site http://66.249.128.91/showthread.php?t=476169

Nenhum comentário: