7 de nov de 2010

Cãominhada cada vez melhor

A cada encontro, a Cãominhada "Eu amo meu pet", promovida pelo Clube do Pet e por um grupo de pessoas apaixonadas por cachorros, se torna um encontro mais legal. Quinzenalmente, nas manhãs de domingo, cachorros e humanos se reúnem na margem direita do rio Uberabinha, no Parque Linear de Uberlândia, para passear e prosear (pessoas falam, cachorros latem e cheiram uns aos outros).
Algumas pessoas se conheciam, outras nunca haviam se visto, mas agora, formam uma comunidade real, que pensa em como se organizar para cuidar melhor dos cães domésticos e também fazer alguma coisa no sentido de criar políticas públicas adequadas para minimizar o abandono de animais e a procriação desenfreada, que acaba levando para as ruas dezenas de cachorros que sofrem maus tratos, doenças, fome, intempéries.
Basta andar por Uberlândia para ver muitos cachorros abandonados. Algumas pessoas de bom coração recolhem e levam para casa, cuidam dos doentes e posteriormente procuram um lar para eles. São os cuidadores, que muitas vezes abrigam um grande número de cães e gatos, que acabam nunca sendo adotados. Alguns veterinários e pet shops oferecem atendimento gratuito a esses animais, cuidando, oferecendo remédios, cuidados e carinhos. Eu mesma adotei um desses bichinhos, o Pacheco, que foi acolhido por uma cuidadora, levado para o Bichos e Caprichos para tratamento e hoje está aqui com a gente, feliz.
Nas Cãominhadas, mais que um encontro entre apaixonados por bichos, conversamos também sobre coisas sérias e modos de influenciar a população a cuidar melhor de seus cães, começando pela castração. Quem cuida de um cachorro e não pretende deixá-lo criar, deve optar pela castração, pelo bem da saúde do animal e evitando que ele escape na tentativa de seguir seu instinto de cruzar. A cirurgia é simples, pode ser feita gratuitamente através da Universidade Federal de Uberlândia, desde que indicado pela Vigilância Sanitária, o animal não engorda, se recupera rapidamente, no caso dos machos, ocorre uma rápida redução do xixi dentro de casa. Os benefícios são muitos. Meus dois são castrados e muito de bem com a vida. Parece que vivem sorrindo!
Outra coisa importante é cuidar para que o nosso animal não saia para a rua, onde pode se perder e somar-se à grande quantidade de cães e gatos que vagam pela cidade. São cuidados simples, como prender dentro de casa quando abre o portão ou tira o carro, passear sempre com coleira, evitar soltar o animal apenas para ele ir fazer as necessidades na rua. Aliás, isso leva a outro cuidado: catar a caca do seu bicho quando for passear com ele. Basta levar um saquinho, catar, fechar o saquinho e descartar em uma lixeira pública ou na sua casa, quando voltar do passeio. Nada mais desagradável que pisar em caca de cachorro.
Discutimos também nas Cãominhadas a melhor forma de educar nossos amigos caninos. A melhor receita é dar disciplina, alimento e carinho, nessa ordem. Bicho é bicho, tem que ter seu lugar na casa, ter limites e saber respeitá-lo. Meus bichos são mimados, mas são bichos. Não os chamo de "filhinhos", nem os trato como crianças. Eu estraguei um deles ao permitir que dormisse na minha cama, mas um dia mudo isso... Falamos também de uma doença grave, que vem atingindo muitos cães na cidade, chamada Leishmaniose. Ela é transmitida por um mosquito, mas o cachorro é hospedeiro e se for detectado que ele tem a doença, o dono é obrigado a sacrificar o animal. Para cuidar, a receita é simples: manter o quintal limpo, afastar os insetos e proteger o animal com coleira especial, vacina ou remédio colocado diretamente sobre a pele do bicho.
Cachorro é uma coisa boa demais. Vale a pena conviver com eles, mas é necessário ter paciência, cuidado e amor. Hoje a gente ouviu a história de uma moça que adotou um cachorrinho porque queria evitar a depressão. Linda a história dela. Eu também, quando trouxe a Belarmina para casa, foi para espantar a tristeza profunda provocada por uma série de incidentes. Mais que alegria, ela me trouxe vida nova, cor e um amor que não tem tamanho. Vamos ter bicho sim, mas com muita consciência. Todos merecemos isso.
Outra coisa importante que falamos muito nas cãominhadas é sobre a adoção de animais. Se estiver decidido a ter um cão ou gato em casa, não compre, adote. Vários cuidadores precisam que os animais encontrem um novo lar e a Associação Protetora dos Animais (APA) está sempre cheia de bichinhos que querem uma nova casa. Cachorros de todos os portes, filhotes e adultos, de raça e vira-latas. Além de muitos gatos. Ao adotar um cão adulto, você tem a vantagem de saber que ele não cresce mais, e escolher aquele que cabe na sua casa e no seu orçamento. Sim, cachorro tem que fazer parte do planejamento financeiro da casa, porque ele dá despesa com alimentação, vacinas, cuidados contra pulgas, carrapatos e Leishmaniose, além de possívies doenças. Sem contar no tempo que ele precisa, para brincar, correr, passear.
Para quem não pode ter um bichinho, mas gostaria de ajudar de alguma maneira, faça uma doação para a Associação Protetora de Animais de Uberlândia. Eles precisam de ração, remédios, cobertores e também recursos financeiros para a construção de canis.

Nenhum comentário: