5 de nov de 2011

Influência Verde: pequenas atitudes para um planeta melhor

Banco feito de pallets, que decorou camarote
do Triângulo Music
Já ouviu falar em influência verde? São pequenas ações que eu, você, as empresas, os governos, entre outros, podemos fazer na tentativa de influenciar as pessoas a tomarem atitudes positivas em relação a utilização mais racional dos recursos da Terra. Neste fim de semana atingimos a marca de 7 bilhões de pessoas vivendo em nosso planeta azul. É gente demais para recursos de menos, por isso, quando mais a gente conseguir influenciar as pessoas e empresas a mudarem sua atitude em relação aos recursos escassos e não renováveis, melhor.
Em setembro tive a chance de visitar o espaço reservado pela Algar Telecom para receber seus convidados durante o evento Triângulo Music. O lugar foi todo decorado com materiais reaproveitados. Pallets, usados para transportar mercadorias, transformaram-se em móveis rústicos de muito bom gosto. Bolhas de orelhões, já inutilizadas, foram transformadas em cadeiras com ar retrô, que conferiram um charme especial à sala de imprensa instalada no local. Almofadas e puffs feitos de pet e recobertos com tecidos criaram um ambiente todo especial. Parte dessa decoração foi desenvolvida por presidiárias que participam de um projeto social onde trabalham para redução de pena.
Fomos recebidos pela equipe de Relações Públicas da empresa. Foi onde ouvi pela primeira vez este termo "Influência Verde". A empresa, ao optar por decorar um espaço com material reciclado (ou reciclável) passou um recado para seu público, mas infelizmente muita gente parece não ter percebido. A quantidade de lixo deixado para trás foi muito grande. O processo de conscientização ainda tem um longo caminho a percorrer.
Influência verde é também o que a gente está vendo em algumas empresas de bebidas. A Coca Cola, por exemplo, está retomando a utilização de vasilhames retornáveis, que durante décadas foram substituídos pelas garrafas pet e latas. Nesta semana, em entrevista com um engenheiro, ele me apresentou o conceito de TI verde, ou seja, o planejamento da aquisição de equipamentos de fornecedores que reduzem o consumo de água e energia necessários para o funcionamento e manutenção dos mesmos. Atualmente, a empresa onde ele trabalha só adquire novas tecnologias se elas vierem de fornecedores que comprovam essa preocupação.
Ínfluência verde é algo que está nas pequenas e grandes coisas. As empresas podem começar pela redução do consumo de papel, energia e água. Isso sem prejudicar as condições de trabalho. A gente, como indivíduo, pode ajudar consumindo menos. Há algum tempo aprendi a reciclar roupas, bolsas, calçados. Posso dar uma cara totalmente nova a uma peça de roupa que não uso mais. A moda é cíclica. Aqui em Uberlândia tem uma loja da Restaura Jeans, que além de tingir peças com um sistema muito profissional, tem costureiras que vão além do óbvio e nos ajudam a repensar uma peça de roupa e transformá-la completamente.
Aos poucos aprendo que a tal influência verde começa com cada um. Devagar, seremos capazes de influenciar pessoas e, quem sabe um dia, mudar o mundo, para que essa criança que simbolicamente representou o nascimento do 7.000.000.000º ser humano do planeta terra, possa herdar um lugar melhor para crescer e ser feliz.

3 comentários:

Anônimo disse...

Muri [Ateliê na Varanda] disse...
Ai Adriana, amei esse post! Eu e minha mãe sempre trabalhamos com artesanato e nossa matéria-prima preferida é "sucata". Se cada um faz um pouquinho já é um passo.

Maurity Cazarotti disse...

Acompanhei um pouco da montagem desse camarote, que teve os olhos da Ana Paula Lisboa... ela realmente está de parabéns pelo bom gosto da escolha e pelo casamento do refinamento com a iniciativa verde! O camarote estava um arraso... assim como o evento!

Anônimo disse...

Super bacana este post! É isto aí, empresas e pessoas fazendo seu papel, melhoramos o nosso lugar de viver! Parabéns a Adriana e a Algar! Ellen Carmo